CUOTIDIANO

sexta-feira, outubro 06, 2006

Última hora: assaltante de banco de Setúbal exige regresso de Souto Moura


Segundo informou a agência “Lusa”, uma das condições impostas pelo assaltante da dependência do BES em Setúbal para a libertação dos quatro reféns é a do regresso de Souto Moura ao cargo de Procurador Geral da República. Quando questionado pelo negociador policial sobre as razões que o levariam a semelhante exigência, o assaltante refugiou-se no silêncio, invocando o segredo de justiça e um deus grego de nome esquisito Quanto às restantes condições exigidas para a libertação dos reféns, as mesmas foram classificadas de “bastante mais pacíficas” pelo Comandante do Grupo de Operações Especiais (GOE) da GNR, o tenente Grande Cabral, nomeadamente no que toca às sete pizas familiares com anchovas e guardanapos e o regresso de Alberto João Jardim às árvores. Mais informou o Comandante que as conversações decorriam a bom ritmo, nomeadamente de hip-hop.

Contactado pelos jornalistas, o ex-Procurador disse que não podia prestar declarações sobre o assunto invocando, novamente, o segredo de justiça. No entanto, quando questionado sobre quais as declarações que não podia prestar, Souto Moura disse que “não posso dizer-vos que o assaltante é branco, 45 anos, casado, três filhos, frequência até ao 9º anos da C+S do Barreiro, estranho hábito de cuspir na avó octogenária e tem como ‘hobby’ o estudo de múmias e de robalos. Peço imensa desculpa mas não posso dizer-vos isto”. Aproveitando a ocasião, os jornalistas inquiriram o ex-Procurador sobre os seus planos para o futuro, ao que Souto Moura respondeu que não podia responder, tornando a invocar o segredo de justiça. Quando os jornalistas se preparavam já para se retirar do local, Souto Moura chamou-os de volta para uma conferência de imprensa improvisada em que forneceu alguns detalhes sobre o seu eventual futuro. “Tive proposta de um ventríloquo de Miami para fazer de Pato Donald mas estou relutante em aceitar porque, aceitando esse emprego, só posso fazer intervenções quando for a minha vez de falar. Outra proposta que tenho em carteira e que estou a estudar é a de protagonista do filme “Garganta Funda III”, contracenando com Linda Lovelace, Marcelo Rebelo de Sousa e Hot Lips, o cavalo do Texas”. Após estas declarações e quando os jornalistas se preparavam, novamente, para regressar às redacções, o ex-Procurador tornou a chamá-los, mas estes fingiram que não ouviram e desataram a correr para os seus carros de exteriores.. “Porra que o gajo é chato!”, ainda se ouviu por entre a correria.

Finalmente, e notícia ainda não confirmada, julga-se que um dos reféns se terá tentado suicidar quando reparou que o assaltante, enquanto lhe deitava um olhar lascivo, trazia debaixo do braço o livro “Direito ao Assunto”, da autoria de Souto Moura.

1 Commenários:

  • Felizmente tudo acabou bem...
    Foi preso (sem a intervenção de Souto Moura) o assaltante!!!
    Mas o ex-PGR não perdoa e eis que um dos reféns sai também algemado!!!
    Ahahahaha !!!!!!!

    Comentário do ex-PGR: “eu não estou morto… estou é mal enterrado!!!”

    Mais tarde os jornalistas forma informados, de fonte não identificada, que o ex-PGR não disse ser o Direito Civil Português, que o refém foi tomado sob custódia da PSP … porque não tinha documentos…

    By Anonymous In sonias, at 7 de outubro de 2006 às 01:27  

Enviar um comentário

<< Home