CUOTIDIANO

quinta-feira, maio 31, 2007

Bimboa


- Todas as minhas amigas têm e eu não; porque carga de água é que me fazes isto?

Todos os dias, todo o santo dia a mesma conversa. Alfredo já amaldiçoava a hora em que tinha comprado, para a sua querida Maria do Carmo, dona de casa extremosa e mulher tipo esposa mas sem bigode (ou, pelo menos, não retorcido), uma televisão para a cozinha. “Desde que lhe comprei aquela porcaria que não me fala noutra coisa; são aqueles malditos anúncios dos programas da tarde! Rais parta!”, praguejava.

- Sim, a nova Bimboa, amiga do ambiente e multi-funções ocasionais. Se todas as minhas amigas têm, porque é que eu não posso ter? Achas que eu não valho nada e elas são bestiais, é isso? Serei assim tão inferior a elas? Hã?? Vá, diz lá, sê homem, diz!

“Porra”, pensou Alfredo, “acho que vou ter de abrir os cordões à bolsa, ‘tou feito!”

Era verdade – quando uma mulher teima não há hipótese. Ou então não há hipótese de sexo. O que é pior. Assim, e bem vistas as coisas, mais valia comprar a porcaria da Bimboa. Assim foi.

- Pronto, aqui tens o que tanto sonhaste – disse Alfredo, na ilusão de voltar a ter vida sexual, enquanto desembrulhava o novo membro da família, quem sabe se não o mais importante.

- Obrigada, querido – disse Maria do Carmo, entrecortando a frase com um ternurento beijo de hálito cebolante, por sinal borrifando completamente na ilusão de Alfredo que, claro, esbarraria, como habitualmente, numa cirúrgica dor de cabeça.

A Bimboa instalou-se.


(Mais tarde, às tantas da madrugada).

– Estou, Sofia, desculpa acordar-te a esta hora, mas diz-me só uma coisa: para que é que serve a Bimboa? – perguntou Maria do Carmo, sussurrando ao telefone. – O quê, não sabes? ‘Tou lixada!

Não estava. À mesma hora mas via telemóvel, Alfredo telefonava a Miguel, seu velho amigo de patuscadas, perguntando:

- Desculpa lá, lembrei-me agora nem sei porquê: mas para que raio serve aquele monitor 3D que eu comprei caríssimo para pôr na caixa do carro?

Do outro lado da linha, silêncio.


Do outro lado do Atlântico, lucro a dobrar.

Etiquetas:

6 Commenários:

  • Valei-me Jisus!
    Olha bem, não é porque eu viva do outro lado do Atlântico que estou apta a tirar todas as dúvidas sobre a Bimbora e suas multi-funções. Nanananão! Eu passo!
    Até sei de gente que tem, usa e até gosta.... moças donzelas, casadas, viúvas, padres e carolas, políticos.... Mas, euzinha.... tô fora!!!!

    Beijoca, do lado de cá

    By Blogger Leticia Gabian, at 31 de maio de 2007 às 02:31  

  • Bolas... Ia a comentar e já tinha Letxinha passando a perna em mim! Lol
    Bom... Por qualquer motivo, optei por não te dizer por esta via o que é que eu faço com a Bimbora.
    Mas que gostava que experimentasses, gostava! ;-)))

    PS - E que história essa, bolas!, até fiquei deprimida, lololol. B*

    By Blogger APC, at 31 de maio de 2007 às 02:39  

  • Uma bimboa...
    Hum parece-me uma cena de dona de casa, tipo aquelas máquinas que fazem tudo, mete-se farinha de um lado e sai pizza com ingredientes e tudo do outro...
    Acho que não quero.
    :)

    By Blogger a miúda, at 1 de junho de 2007 às 23:54  

  • Há algo estranho neste blog:))) ou há algo de estranho comigo quando leio este blog porque há sempre qualquer coisa que me impede de ter uma tirada inteligente! Neste caso...vai tudo direitinho até ao fim..e aqui escapasse-me algo!:))

    BJ

    By Anonymous alexia, at 4 de junho de 2007 às 00:25  

  • Ôpa! É impressão minha ou aconteceu uma mudança no nome do produto?

    By Blogger Leticia Gabian, at 6 de junho de 2007 às 16:26  

  • Tens "Tomates no sitio certo?" Pelo sim e pelo não o prémio é teu passa cá para o apanhares.

    By Blogger Ana Luar, at 14 de junho de 2007 às 15:14  

Enviar um comentário

<< Home